Assuntos

Jogo da Política permite simular atuação em cargos públicos nas três esferas de poder

Jogo da Política

Foto: Beatriz Drague Ramos / CartaCapital

Foi lançado dia 02, na Câmara Municipal dos Vereadores, em São Paulo, o Jogo da Políticaferramenta que permite aos usuários simular atuações em cargos públicos nas três esferas de poder: Executivo, Legislativo e Judiciário. O jogo foi desenvolvido pelas organizações sociais Énois e LabHacker com o objetivo principal de ensinar política em ambientes escolares.

A ferramenta didática é dividida em três modalidades, conforme as esferas de poder. É possível vivenciar as funções de juiz, prefeito e deputado e também compreender como funciona o orçamento de uma cidade. Na modalidade legislativo, por exemplo, o usuário simula o exercício da função de presidente da Câmara, relator e demais cargos dessa esfera e ainda pode criar suas próprias leis.

No ano passado, o jogo foi levado num ônibus a algumas cidades do interior de São Paulo, Minas Gerais e Brasília. Os estudantes desses locais puderam participar de oficinas e vivenciar a metodologia. Em Galvão Peixoto, interior de São Paulo, estudantes que jogaram a versão do legislativo sugeriram dois projetos de lei para o município, um para trazer educação midiática nas escolas e outro para proteção aos animais de rua.

A experiência estimulou os jovens a protocolarem um projeto de lei na Câmara dos Vereadores. “Por whatsapp, os jovens conseguiram recolher as 180 assinaturas necessárias para protocolar o projeto; depois, o escreveram e foram até a Câmara. São adolescentes de 15 e 16 anos pautando a discussão de vereadores”, conta Amanda Rahra, co-fundadora da Énois.

* Com informações da revista Carta Capital.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *