Assuntos

Mensagem do NPC à turma do Curso de Comunicação Popular sobre quem foi Vito Giannotti  

 

vito

[Por Equipe NPC – 09.03.2017] Vida que transbordava. Uma torrente de água cristalina que arrastava gente que, assim como ele, gostava de viver. Tinha duas grandes paixões. A primeira, era a revolução. Lutou enquanto viveu por uma sociedade livre das amarras do capitalismo. Queria que as pessoas fossem felizes. E, por isso, fazia o bem por onde andava.

Distribuía tudo o que lhe chegava às mãos, principalmente os livros e os discos. Mas, se ganhava uma bebida cara, passava logo para o primeiro pobre que encontrasse na rua. Viveu como um socialista. Duas sandálias, duas calças e umas poucas camisas.

O tempo que tinha fora do trabalho era dedicado ao estudo, à transmissão do conhecimento e às lutas dos trabalhadores. Ele queria convencer mulheres e homens do quanto as ideias socialistas são bonitas. E que elas devem ser praticadas desde já pelos que nela acreditam.

A outra era a sua mulher, Claudia Santiago Giannotti. Com ela dividiu o melhor que tinha. A ela dedicou tudo o que era, tudo o que tinha, tudo o que sonhava. Lutaram juntos por uma sociedade justa. Eles acreditavam que só era possível transformar o sistema se os trabalhadores conseguissem se comunicar com milhões. Dedicaram suas vidas a isso.

Não precisavam de muita coisa. Bastava uma esteira no verão e um cobertor no inverno. E que estivessem juntos.

O curso de Comunicação Popular Vito Giannotti é filho de uma linda história de amor pela humanidade e entre uma mulher e um homem. Ele é apaixonante e é uma paixão.

Aproveitem!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *