Assuntos

Compartilhar

 

YouTube Facebook Twitter Flickr Google+ SoundCloud

Novidades

Assédio e TV: tudo a ver

Publicado em 18 de abril de 2017

[Por João Paulo Cunha – Brasil de Fato MG – 13.04.2017] Em poucos dias, quatro personagens que gozam dessa geleia indistinta chamada ‘celebridade’ mostraram o que têm de pior. José Mayer foi autor de agressão sexual contra uma funcionária da emissora em que trabalha, a Rede Globo. Sílvio Santos cometeu assédio moral ao vivo e em cores contra uma jornalista do SBT, onde é o “patrão”. O cantor Victor, que apresentava um concurso de calouros para crianças, passou a ser réu no processo por violência física à mulher, grávida de seu filho. Inquérito por agressão à namorada tirou o médico Marcos Harter do BBB 17.

À primeira vista, a dimensão tomada pelos casos mostrou que houve uma reação social forte, principalmente das mulheres, que se uniram para denunciar e cobrar responsabilidades contra a violência, os assédios e a agressão. Além disso, a postura das emissoras, com maior ou menor grau de reconhecimento da gravidade em cada um dos casos, parecia emitir um sinal de autocrítica. No entanto, o constrangimento, cabotinamente anunciado até no Jornal Nacional, levou a punições brandas, como afastamento provisório dos envolvidos de suas atividades ou expulsão do participante do reality show, o que não foi mais que a aplicação da regra do jogo. | Leia o artigo completo.

Saiba mais

Meu nome não é Sininho, entrevista com Elisa Quadros

Publicado em 18 de abril de 2017

[Por Mariana Simões e Natalia Viana – Agência Pública – 13.04.2017] Depois de dois anos parado, o processo que procura condenar Elisa Quadros Pinto Sanzi e outros 22 ativistas presos durante os protestos de 2013 e 2014 no Rio de Janeiro deve chegar ao fim. Em abril, o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) começou a julgar um habeas corpus que pedia a anulação de provas colhidas por um policial militar infiltrado nas manifestações sem autorização judicial.

Assim que o STJ proferir sua decisão, o caso que ficou conhecido como “processo dos 23”, no qual os jovens manifestantes são acusados de “associação criminosa agravada pelo uso de arma e a participação de adolescentes”, deve finalmente ser julgado pelo juiz Flávio Itabaiana, do Tribunal de Justiça fluminense. Itabaiana é conhecido como “linha-dura” e concedeu diversos pedidos de prisão temporária dos ativistas, incluindo no final da Copa do Mundo de 2014. | Confira a entrevista completa.

Saiba mais

Mediapart, a vitória do jornalismo

Publicado em 18 de abril de 2017

[Por Leneide Duarte Plon – Carta Capital – 04.04.2017] O jornal online Mediapart completou em março nove anos de jornalismo honesto. Propriedade de um grupo independente e de seus jornalistas, ele tem em Edwy Plenel, 64 anos, ex-diretor de redação do Le Monde, sua encarnação e deve a esse ex-trotskista grande parte de seu sucesso.

O Mediapart é temido por todos os políticos, tanto de direita quanto de esquerda, que têm algo a esconder. Com 130 mil assinantes e sem nenhuma publicidade, o jornal acumulou uma credibilidade extraordinária, sendo citado frequentemente pelos outros veículos da imprensa francesa por suas revelações exclusivas, que se tornam escândalos nacionais.

Foi graças a revelações do Mediapart que os franceses souberam do financiamento ilegal da campanha de Sarkozy pelo ditador líbio Muammar Kaddafi, ainda sob investigação da Justiça, com todas as informações do Mediapart confirmadas.

Foi o Mediapart que revelou a existência de uma conta não declarada na Suíça do ministro do Planejamento de Hollande, Jérôme Cahuzac. Responsável pela caça aos fraudadores, Cahuzac foi imediatamente demitido e julgado. O dinheiro vinha em parte de seu trabalho de médico em sua clínica, mas ele nunca pagara os impostos devidos.

Com 17 livros de ensaios, contos e reportagens publicados, Plenel nunca postulou uma vaga na Academia Francesa. | Confira a entrevista completa.

Saiba mais

Jornalista é condenado a indenizar Chico Buarque e sua família por ofensa

Publicado em 18 de abril de 2017

[Por Redação Revista Fórum – 15.04.2017] A juíza Simone Gastesi Chevrand, da 25ª Vara Cível do Rio de Janeiro, condenou o jornalista e antiquário João Pedrosa a indenizar o músico e escritor Chico Buarque, Marieta Severo e suas filhas, Silvia, Helena e Luisa Buarque. Cada um deve receber R$ 5 mil.

Em dezembro do ano passado, Pedrosa comentou “família de canalhas. Que orgulho de ser ladrão” em uma foto no perfil do Instagram de Chico em que o cantor aparece com Marieta e as filhas.

Na mesma semana, Chico anunciou que iria processar o jornalista que, quando ficou sabendo, publicou uma carta aberta em que pediu desculpas ao escritor e contou que as ofensas foram motivadas por “sua associação ao PT e ao MST”.

A sentença da juíza determina ainda que Pedrosa providencie a publicação da decisão em jornais de grande circulação e nas suas redes sociais.

Saiba mais

O apagão da Petrobrás, a conta mais perversa do golpe

Publicado em 18 de abril de 2017

[Por Federação Única dos Petroleiros (FUP) – 17.04.2017] No dia 17 de abril de 2016, a Câmara dos Deputados Federais protagonizou um dos mais vergonhosos capítulos da história do nosso país, ao aprovar a instalação do processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff, sob a falsa acusação de crime de responsabilidade, as supostas pedaladas fiscais, que meses depois foram liberadas para os exercícios seguintes.

Moralistas sem moral transformaram o Plenário da Câmara em uma arena, golpeando a democracia em rede nacional, em nome de Deus e de suas famílias, homenageando torturadores, criminalizando os partidos de esquerda e os movimentos sociais, em um espetáculo dantesco que indignou a nação brasileira.

Um ano depois, diversos dos parlamentares responsáveis por esse show de horrores estão mergulhados em escândalos de corrupção, enquanto a conta do golpe cada vez fica mais cara. O Brasil vive a maior crise política e institucional de sua história, com a economia em frangalhos e milhões de desempregados, a miséria e a violência crescendo em ritmo acelerado, programas sociais sendo desmontados, direitos trabalhistas e previdenciários em vias de serem extintos e a Petrobrás e o Pré-Sal, pilares do desenvolvimento do país, sendo entregues de bandeja ao capital estrangeiro. | Continue lendo.

Saiba mais
Página 5 de 844« Primeira...34567...102030...Última »