Assuntos

Homenagem do MST a Nelson Xavier

Publicado em 16 de maio de 2017

[Por MST – 12.05.2017] O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), rende homenagens a Nelson Xavier, um dos mais importantes nomes do teatro brasileiro do século XX. Protagonista da cena teatral desde os anos 1950, Nelson Xavier integrou o elenco do Teatro de Arena, e foi autor, em conjunto com Augusto Boal, Dalton Trevisan e Modesto Carone, da primeira peça do teatro brasileiro em que a luta camponesa pela terra assume o protagonismo da cena, “Mutirão em Novo Sol”. I Continue lendo.

Saiba mais

Roda de conversa sobre comunicação sindical e popular

Publicado em 4 de maio de 2017

[Por Claudia Santiago Giannotti] Você quer mudar o mundo? Quer ajudar na construção de um mundo justo e solidário? Nós também.

Que tal tentarmos convencer um monte de gente dessas nossas ideias de igualdade, solidariedade e justiça? Gostou? Então vem com a gente. Vamos produzir milhares, milhões de boletins, jornais, vídeos, memes, áudios, blogs e tudo mais que as tecnologias da comunicação permitirem.

Precisa de inspiração? Pronto. Encontrou o lugar certo.

Uma mostra do que é produzido por sindicatos, movimentos sociais e coletivos populares estará em exposição no dia 25 de maio, na Cinelândia, no Rio de Janeiro.

Divididos em barracas, expositores de vários estados do país vão conversar sobre o processo de produção da comunicação feita pelos trabalhadores.

Às 15h, uma roda de conversa vai reunir gente bacana que faz a comunicação alternativa no nosso país e que batalha pela democratização da comunicação nos sindicatos, nas favelas e em diversos grupos sociais.

Mas antes e depois das 15h, muita coisa vai acontecer.

Saiba mais

A luta de classes sai do armário

Publicado em 2 de maio de 2017

Foto: Tuane Fernandes/Mídia Ninja   [Por Reginaldo Moraes – Brasil Debate – 02.05.2017]   O chefe do governo espanhol, Mariano Rajoy, visitou o Brasil e Temer não perdeu a oportunidade de exibir suas perversões. Disse que as suas “reformas” eram inspiradas naquelas que Rajoy implantara na Espanha. Não podia ser mais claro. Ter o líder do PP como espelho é algo digno de um tolo. Rajoy chegou ao governo nas eleições de novembro de 2011 e o único crescimento que administra é o da corrupção em seu partido. Desde essa época, rigorosamente, nenhum emprego fixo novo se criou na Espanha. Sim, houve alguma “reposição”dos empregos fixos antes existentes, mas os empregos novos, criados de janeiro de 2012 até hoje, foram sempre empregos temporários, instáveis, precários e sem direitos. Simples assim, como mostra a estatística oficial espanhola. Chocantemente simples. Bom,...

Saiba mais

Uma, nove ou dez pós-verdades sobre a mídia, por Gabriel Priolli

Publicado em 25 de abril de 2017

[Por Gabriel Priolli – Nocaute – 20.04.2017] A pós-verdade, definitivamente, é o esporte do momento. Os brasileiros gostaram tanto desse novo horizonte do conhecimento humano, em que não há mais limite entre o que é certo e o que é falso, que ele já virou até joguinho de internet.

Na rede social que é acusada de liderar a ofensiva da Pós-Verdade, os usuários divertem-se em contar nove verdades e uma mentira.

Irmanado com os seus concidadãos, neste momento de ápice na evolução de nossa espécie, quando deixamos para trás o peso de milênios de sabedoria para nos lançar desassombradamente no reino do tanto-faz e do pode-ser, este colunista adere à onda.

Oferece a seguir um conjunto de afirmações extraídas dos projetos editoriais, manuais de redação e notas oficiais da grande imprensa brasileira. | Leia o artigo completo.

Saiba mais

Assédio e TV: tudo a ver

Publicado em 18 de abril de 2017

[Por João Paulo Cunha – Brasil de Fato MG – 13.04.2017] Em poucos dias, quatro personagens que gozam dessa geleia indistinta chamada ‘celebridade’ mostraram o que têm de pior. José Mayer foi autor de agressão sexual contra uma funcionária da emissora em que trabalha, a Rede Globo. Sílvio Santos cometeu assédio moral ao vivo e em cores contra uma jornalista do SBT, onde é o “patrão”. O cantor Victor, que apresentava um concurso de calouros para crianças, passou a ser réu no processo por violência física à mulher, grávida de seu filho. Inquérito por agressão à namorada tirou o médico Marcos Harter do BBB 17.

À primeira vista, a dimensão tomada pelos casos mostrou que houve uma reação social forte, principalmente das mulheres, que se uniram para denunciar e cobrar responsabilidades contra a violência, os assédios e a agressão. Além disso, a postura das emissoras, com maior ou menor grau de reconhecimento da gravidade em cada um dos casos, parecia emitir um sinal de autocrítica. No entanto, o constrangimento, cabotinamente anunciado até no Jornal Nacional, levou a punições brandas, como afastamento provisório dos envolvidos de suas atividades ou expulsão do participante do reality show, o que não foi mais que a aplicação da regra do jogo. | Leia o artigo completo.

Saiba mais

Um partido chamado imprensa

Publicado em 13 de abril de 2017

Um partido chamado imprensa Por PEDRO VERÍSSIMO FERNANDES  –  Mestre em Comunicação e Semiótica – PUC-SP RESUMO O presente texto tem a pretensão de entender, sob uma perspectiva histórica, a relação da grande mídia brasileira com governos populares desenvolvimentistas. A partir de edição 2397 de Veja: “Eles sabiam de tudo” e do pedido de impedimento de Dilma Rousseff nos estúdios da mesma revista poucos minutos após a confirmação da reeleição, são discutidos três conceitos fundamentais à análise: a resistência sociopática a mudança, de Florestam Fernandes, que busca desqualificar qualquer tentativa de democratização do Estado; o paralelismo político, a partir de Hallin e Mancini, que ao longo de nossa história mostrou que a grande imprensa sempre esteve ao lado das classes privilegiadas; e nosso verdadeiro dilema político, social e econômico brasileiro: a formação de um Estado inclusivo ou a manutenção...

Saiba mais
Página 1 de 24312345...102030...Última »